sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Educar para transformar

Ações ambientais realizadas em 2012.
" Não estou no mundo para simplesmente a ele me adaptar, mas para transformá-lo; se não é possível mudá-lo sem um certo sonho ou projeto de mundo, devo usar toda a possibilidade que tenha para não apenas falar de minha utopia, mas para participar de práticas com ela coerentes [...].
Produção de Palmito Juçara
É porque podemos transformar o mundo, que estamos com ele e com os outros. Não teríamos ultrapassado o nível da pura adaptação ao mundo se não tivéssemos alcançado a possibilidade de pensando a própria adaptação, nos servir dela para programar a transformação" - Paulo Freire. 


Origami de animais da Mata Atlântica

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Atitude sustentável

Alunas do Ensino Fundamental realizam o monitoramento da qualidade da água



A coisa não está nem na partida nem na chegada. Está na travessia. Guimarães Rosa


sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Rio Paraíba do Sul

Imagem: Prefeitura Municipal de São José dos Campos

O Projeto de monitoramento da qualidade da água do Rio Paraíba do Sul foca na importância da preservação das matas ciliares que funcionam como verdadeiros filtros, retendo os poluentes e sedimentos que seriam transportados para os cursos 
d'água, afetando diretamente a qualidade da água e, conseqüentemente, a vida das pessoas. 


Refletindo sobre a situação atual do Rio Paraíba do Sul,  especificamente no município de São José dos Campos,  é perceptível  o elevado índice de poluição e desmatamento e a destruição da mata ciliar que se encontra em avançado estágio de degradação ambiental.



O projeto tem o apoio do ENO PROGRAMME  e WWMC - 
World Water Monitoring Challenge e é desenvolvido na Escola Dinorá Brito. 


segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

A horta como espaço educador

A coisa não está nem na partida nem na chegada. Está na travessia (Guimarães Rosa).

Todos os espaços que se dedicam à realização plena da educação, em todas as suas formas, podem ser chamados de espaços educadores. Um espaço educador é aquele que concretiza situações de ensino-aprendizagem intencionalmente, ou seja, espaços que assumem a   responsabilidade de educar. Para alcançar esse objetivo, os espaços  educadores dialogam com a realidade dos aprendentes e se constituem em referências de seus valores para a comunidade. 
Fonte:  O que são Espaços Educadores Sustentáveis, Carla Borges - Salto para o Futuro 

sábado, 1 de dezembro de 2012

Pomar pedagógico - Romã



Alunas do EF-6C experimentam Romã no Pomar da escola
A Romã  surgiu na região do sudoeste asiático, entre o Mediterrâneo e o Irã, e, nos textos bíblicos, é associada às paixões e à fecundidade. Na crença popular nacional, atrai dinheiro. Para os pesquisadores da Embrapa Agroindústria de Alimentos , as sementes e a polpa da romã, o fruto da romãzeira, têm muito mais poderes: um alto teor de flavonoides (antocianinas) e outros potentes antioxidantes, como vitamina C, e ação de proteção contra câncer. A romã pode ser consumida em forma suco.
Fonte: EMBRAPA

Realização: Comunidade escolar - Professores, funcionários e alunos
Período: 2010-2012
Árvores plantadas: Amora,Ameixa,Jabuticaba,Framboesa,Jambo,Manga, Abacate,Pitanga, Acerola, Caqui, Cajá, Caju,  Romã
Apoio: Instituto Unibanco

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Plantio na horta mandala

Alunos do EF- 6C
Mudas de salsinha crespa do Alternativa Rural
Plantio de ervas medicinais 

Saiu o Semeador a semear
Semeou o dia todo
e a noite o apanhou ainda
com as mãos cheias de sementes.

Ele semeava tranqüilo

sem pensar na colheita

porque muito tinha colhido

do que outros semearam.

Jovem, seja você esse semeador
Semeia com otimismo
Semeia com idealismo
as sementes vivas
da Paz e da Justiça.   
Cora Coralina


Realização: Comunidade escolar - Professores, funcionários, alunos e voluntários
Período: 2007-2012
Apoio:
Implantação:  Instituto Embraer
Manutenção :  Instituto Unibanco

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Plantio - Palmito Juçara

Produção e plantio do palmito juçara.

A América do Sul possui uma das maiores diversidades de palmeiras do mundo. O palmito juçara é umas das palmeiras mais belas da flora brasileira.



Espécie considerada essencial para a biodiversidade da Mata Atlântica, a palmeira juçara está sob ameaça de extinção devido à exploração predatória que é feita para atender ao consumo do palmito em conserva. A ausência dessas palmeiras faz falta ao equilíbrio do ecossistema, pois o fruto é alimento para tucanos, sabiás, macacos e outros animais silvestres. 

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Oficina - Sementeira - Hora de semear


Alunos da 6B 
Hoje nos encontramos numa fase nova na humanidade. Todos estamos regressando à Casa Comum, à Terra: os povos, as sociedades, as culturas e as religiões. Todos trocamos experiências e valores. Todos nos enriquecemos e nos completamos mutuamente.     Leonardo Boff

" Todos nós somos parte de um sistema integrado e complexo, em que cada ação individual pode provocar grandes impactos, positivos ou negativos, sobre o funcionamento dessa engrenagem socioambiental. E se compomos conjuntamente essa engrenagem, como células de um tecido orgânico que, em uma espiral, vai se combinando com outros cada vez mais complexos, até formar a biosfera, compreendemos então que cuidar do planeta passa necessariamente pelo cuidado de cada um consigo mesmo, com os outros e com o meio em que vivemos. "


Fonte: ViDA SUSTENTÁVEl: AÇõES iNDiViDUAiS E COLETiVAS  -  Salto para o futuro

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Educar para uma vida sustentável

Manutenção da Horta Mandala

"Espaços educadores sustentáveis são aqueles que têm a intencionalidade pedagógica de se constituir em referências concretas de sustentabilidade socioambiental. Isto é, são espaços que mantêm uma relação equilibrada com o meio ambiente; compensam seus impactos com o desenvolvimento de tecnologias apropriadas, permitindo assim, qualidade de vida para as gerações presentes e futuras." ( TRAJBER  e SATO, 2010).

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Pegada ecológica - Qual é a sua?




O INPE, por meio de seu Centro de Ciência do Sistema Terrestre, realiza na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia - 15 a 21 de outubro, atividades com o objetivo de difundir os conceitos de economia verde e sustentabilidade junto ao público jovem. Durante uma semana, a equipe de Difusão de Conhecimento da Rede Clima percorrerá escolas aplicando o teste da Pegada Ecológica nos estudantes. 

Hoje a equipe do INPE  esteve na nossa escola para aplicar o teste que nos dá uma ideia de como um indivíduo, cidade ou país utilizam os recursos naturais conforme os hábitos de consumo e estilos de vida. Esse uso de recursos deve ser compatível com a capacidade natural do planeta em regenerá-los. No entanto, os dados recentes mostram que estamos consumindo em édia 50% a mais do que a capacidade de reposição do planeta. Isso significa que precisamos de um planeta e meio para manter nossos padrões de vida atuais.

TESTE SUA PEGADA ECOLÓGICA AQUI 

Fonte:  INPE 

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Desafio ENERGIA + LIMPA


Nós estamos participando do  Desafio Energia + Limpa 2012 é um projeto educacional dirigido a alunos matriculados no 8° e 9° anos de escolas públicas das redes estaduais de ensino e tem o objetivo de fazer com que os alunos compreendam melhor as questões relacionadas à geração de energia, sobretudo as alternativas renováveis e limpas.

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

domingo, 9 de setembro de 2012

Desfile 7 de Setembro






O  tema da nossa escola no Desfile 7 de Setembro foi "Educação para sustentabilidade" -  Cuidar do meio ambiente e fazer da nossa escola um espaço sustentável  significa apostar num desenvolvimento que não desrespeite o planeta e  satisfaça as necessidades das pessoas  sem comprometer os recursos para as gerações futuras. 

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Ação Global de plantio de árvores

Alunos preparam o Dia de plantar árvores na Escola Dinorá Brito




Nossa escola participa do ENO TREE PLANTING DAY que é uma ação global de plantio de árvores que simboliza a paz e continuidade da vida. 


Ele é organizado duas vezes por ano e conecta jovens do mundo a refletir sobre as questões ambientais. Além disso, o evento promove a educação para a sustentabilidade e aumenta a consciência sobre a importância das florestas em escala global.  A próxima ação global de plantio de árvores acontece dia 21 de setembro.  Junte-se a nós! 

Mais informações :  ENO BRASIL

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Oficina de Suco de Couve

Alunos da 7A realizam Oficina de Suco de Couve

O suco é fonte de ácido fólico, ferro e vitamina C, combinação que facilita a absorção de ferro no intestino, contribuindo assim para a prevenção da anemia. Possui também cálcio e magnésio, combinação excelente para a fixação de cálcio nos ossos. Além disso, é fonte de glicosinolato, substância que pode auxiliar as células a promover a destoxificação, eliminação de toxinas que se acumulam no organismo. O bagaço da couve é fonte de fibras que, associado ao consumo de água e à prática de atividade física, favorece o bom funcionamento do intestino. 

Ingredientes:

3 folhas grandes, com os talos, de couve manteiga 
Suco de 3 limões 
1,5 litro de água 
Açúcar a gosto


Modo de fazer:

Liquidifique a couve com a água, coe e reserve o bagaço. Acrescente o  suco de limão e adoce a gosto. 
Dicas: 
- O bagaço pode ser adicionado ao feijão, arroz ou ensopado de carne.


Esta receita é do Programa Cozinha Brasil
O Programa tem o objetivo de incentivar o melhor uso dos alimentos, através da educação nutricional. O curso, que passa por todas as regiões do Estado, é gratuito e tem duração de 10 horas. Mais informações sobre o Cozinha Brasil podem ser obtidas pelo endereço www.sesi.org.br/cozinhabrasil




quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Manutenção da Horta Mandala

Manejo Sustentável do solo
"É da vida que existe dentro do solo que depende toda a vida que existe sobre o solo. É uma fantástica fábrica de vida onde trabalham dia e noite milhões de organismos vivos."



A manutenção da horta pode ser uma atividade agradável com trocas de conhecimentos e experiências. A idéia é a interação dos alunos e os elementos da natureza,  de modo que eles percebam todo o seu funcionamento.  Uma horta está em constante movimento , as plantas precisam de água  e  a terra dos nutrientes para se alimentar,  além do sol.  É preciso manter sempre o solo coberto e úmido, principalmente em épocas de estiagem.
Alunos:  Júlio, Júlio Cesar, Nivaldo, Jonata Silvio e Vitor 

quarta-feira, 27 de junho de 2012

Participação da Escola Dinorá na RIO+20

Alunos e professores da Escola Dinorá na RIO+20


A vontade de mudança  e a intenção de assumir responsabilidades pautaram as atividades da juventude na Rio+20. Ao contrário das gerações mais velhas, os jovens brasileiros aprenderam desde cedo nas escolas a importância de respeitar o meio ambiente, e é por isso, que eles  tem um papel especial na sociedade em favor da sustentabilidade. 

A Conferência das Nações Unidas Sobre o Desenvolvimento Sustentável, aconteceu no Rio de Janeiro  em junho de 2012 – vinte anos após o marco que representou a Cúpula da Terra (Rio 92). Foi um encontro muito importante que reuniu lideres mundiais juntamente com milhares de participantes do setor privado, ONGs e outras organizações para formular soluções que possam ajudar a reduzir a pobreza, promover maior igualdade social e principalmente a oportunidade discutir o mundo que queremos para daqui a vinte anos.
Os problemas que enfrentamos no mundo hoje não são novos, mas certamente mais graves e complexos. À medida que a população mundial aumenta, nós enfrentamos questões como segurança alimentar, falta de água, mudanças climáticas, e são os povos mais pobres do mundo que enfrentam as piores situações. Mais do que nunca, a transição para um novo tipo de desenvolvimento que tenha como pilares o bem estar social, a prosperidade econômica e a preservação ambiental se faz necessária
A participação dos estudantes da E.E. Profª. Dinorá P. R. Brito na Conferência aconteceu através do convite feito pelo Sr. Mika Vanhanen, diretor do  Programa ENO – que é uma Rede Global para o desenvolvimento sustentável sediado em Joensuu, na Finlândia que tem o objetivo de plantar cem milhões de árvores no mundo.   A escola participa do Programa ENO desde 2009 e já plantou mais de dez mil árvores na região
Durante a participação na Conferência os estudantes entraram em contato com a grande diversidade de culturas e pensamentos e tiveram a oportunidade de presenciar vários processos de discussão sobre economia, política, meio ambiente e sustentabilidade. Foi uma experiência gratificante, pois  potencializa o  protagonismo dos jovens, que passam de espectadores das decisões tomadas pelos governos, a participantes ativos de uma construção política que pertence a todos.
Para Janaina Verdum, aluna do 2º Ensino Médio,  “Foi um sentimento  inexplicável participar de um acontecimento tão importante para o planeta, pois, eu tive a oportunidade de conhecer pessoas com várias opiniões diferentes, mas com o mesmo desejo que o meu,  colaborar para um mundo melhor. Experiências como esta são grandes incentivos para que os estudantes participem não só dos problemas ambientais da escola  mais se envolvam em outras questões políticas e educacionais.”  

O estudante Emanuel Coutinho do  1º ano Ensino Médio, conta que  a oportunidade de participar da Conferência e ter  contato com outras pessoas e culturas foi única, encontrou pessoas  de várias partes do mundo, que viajaram dias para participar das discussões. - Eu me senti privilegiado pela oportunidade pois estudando sempre em  escola pública, nunca pensei que seria possível participar de um evento mundial.   Alisson Augusto, estudante do 1º EM, acredita que o encontro promove muito mais que discussões ambientais. – São trocas de experiências e valores culturais que não vivenciamos no cotidiano escolar, além da oportunidade de treinar meu  inglês com  pessoas de línguas diferentes e  lugares distantes. Foi uma experiência que marcou a minha vida, pois só vamos ter outra Conferência daqui a 20 anos.
Claudia Renata Vilela, Diretora do Núcleo Pedagógico da Diretoria de Ensino de São José dos Campos e a Professora Rosa Maria.

quinta-feira, 7 de junho de 2012

Uma grande lição - a água!

Reportagem na Imprensa Oficial sobre a participação da Escola Dinorá no Projeto Hydros



" Rosa Maria de Sousa Santos, professora de Geografia, responsável pelo Hydros na EE Profª. Dinorá Brito, reconhece a importância do projeto em termos pedagógicos: “Trabalha com imagens e desperta o olhar do aluno para o novo, visando a novas atitudes em relação à sustentabilidade do planeta”. Rosa, entretanto, lembra que “o Hydros  só se fortaleceu porque já tínhamos outrosprojetos de educação ambiental, pautados na temática da água, na nossa e em demais escolas da região”. Um deles, que ela também coordena, é o WWMC (World Water Monitoring Challenge), por meio do qual sua escola e outras fazem o monitoramento do Córrego Cambuí."

Exposição do Monitoramento do Córrego Cambuí

Placa indicativa sobre o Monitoramento do Córrego Cambuí na Semana do Meio Ambiente - SEMEA 

Os alunos do Ensino Fundamental e Médio orientam os participantes da Semana do Meio Ambiente de como é feito o monitoramento do Córrego Cambuí e convidam outras escolas para participarem também. 

Localização do Córrego Cambuí na maquete do SEMEA
Stand do Núcleo Pedagógico  da Diretoria de Ensino de São José dos Campos 

quarta-feira, 6 de junho de 2012

Oficina de Origami - Pássaros da Mata Atlântica

Oficina de Origami de pássaros brasileiros que dispersam  sementes de Araucária e palmito juçara

A espécie Araucaria angustifolia é nativa do Brasil e possui uma ampla área de distribuição. A  sua exploração indiscriminada colocou-a na lista oficial das espécies da flora brasileira ameaçadas de extinção. Dos 20 milhões de hectares originalmente cobertos pela Floresta de Araucária, restam, atualmente, cerca de 2% dessa área. 
Alunos do Ensino Médio participaram da Oficina e ganharam sementes de palmito juçara.
O objetivo da oficina foi refletir sobre a  problemática ambiental,  incentivando-os a participar de ações e intervenções ,  na busca de uma relação equilibrada entre sociedade e natureza.