sexta-feira, 19 de junho de 2009

Ação coletiva faz a diferença

Olá! Recebi por e-mail do Prof. Paulo da FUNDHAS e compartilho com vocês:

Olá, Profª. Rosa!
Hoje fomos até a escola, eu e as crianças da
FUNDHAS. Levamos composto feito na unidade, ferramentas, mudas de couve-flor e beterraba. Combinei com a Profª. Denise e juntos com a turma da Profª. Tatiana, fomos plantar. Foi um momento rico onde as crianças curtiram e participaram muito empolgadas. Você iria adorar, a energia estava contagiante.
Já marcamos uma próxima atividade.
Dê uma espiada nas fotos que meus alunos tiraram.
Um abraço e até mais.
Prof. Paulo
Prof. Paulo, Parabéns!
Adorei ver as crianças com as mãos na terra, plantando, participando, trocando experiências. São essas atitudes que promovem a aprendizagem significativa, ações em sintonia com a realidade do aluno, permitindo-o vivenciar, experimentar e refletir sobre suas ações para transformar o lugar em que (com)vivem. Paulo Freire já dizia que cidadania é algo que se aprende e, portanto, se ensina!
Obrigada a todos vocês.

3 comentários:

Rogério Lafayette disse...

Muito legal essa ação coletiva!
Quero colaborar também!
Profª Rosa, vamos trocar sementes?
O endereço da Escola Municipal João Brazil é: Loteamento Bento Pestana, sem número, Morro do Castro, Niterói, RJ (não sei o cep).
Gostaria de saber o que vocês estão plantando, o que está se desenvolvendo bem e o que gostariam de introduzir na horta.
Valeu!

Paulo disse...

Quero agradecer a participação das crianças e professores, e também dos adolescentes que estão ajudando na construção da bancada da estufa, valeu galera!!!!! Abraços a todos!!!!

Profª. Rosa disse...

Olá Professor Rogério, tudo em paz?
Vamos trocar sementes sim!
Além das sementes poderíamos fazer uma rede colaborativa, tipo wiki, para divulgação conjunta das informações produzidas pelos alunos a partir do cultivo das sementes que eles receberão, de modo a incentivar a troca de informações e experiências entre as duas escolas. Essa conexão entre os alunos possibilitará uma nova forma de aprender, que ultrapassa os limites da escola, construindo outros sentidos para o uso das tecnologias.
O que você acha de aprimorarmos essa idéia?